Conheça como tratar da labirintite

Para que possa você dizer que sofre de Vertigens, Vertigo ou Labirintite, é preciso que você fique atento e receba este diagnóstico de um médico. Não é como muitas pensam, não é só apresentar uma única tontura para se auto diagnosticar. Segundo os otorrinolaringologistas cerca de 40% dos adultos que apresentou um episódio de tonturas ou vertigens, em alguma época da sua vida, não sofrem necessariamente de vertigens.

Tonturas podem não ser uma referência ou indicação de Vertigens, principalmente porque muitas outras enfermidades podem provocar os mesmos sintomas, como a hipertensão e doenças neurológicas.

Algo que se ouve regularmente é que não existe uma cura para esta condição. Mas saiba que tudo que tem um começo tem um fim, porém o que você tem que fazer é seguir uma medicação receitada por um especialista, com o tratamento adequado você poderá levar uma vida normal.

Saiba, no entanto que não existe um medicamento especifico para as vertigens, porque para além dos fármacos prescritos, é preciso necessário tomar alguns cuidados extras na sua alimentação, praticar exercício físico e fisioterapia especifica. Esta é uma condição que afeta a zona do cérebro responsável pelo equilíbrio. O principal sintoma são os episódios de tonturas que podem vir a manifestar-se sem aviso e podem durar alguns segundos, horas ou dias.

Geralmente, esta vem acompanhada de vómitos, suores e palidez, podendo também apresentar-se em crises periódicas como intervalos variáveis ou poderá tornar-se crónica.

Por haver relação intima entre e a vertigem e o sistema auditivo, poderão haver dificuldades de entender o que as pessoas dizem e zumbidos ou sensações de pressão interna a nível auditivo. Se você tem, algum destes sintomas procure um médico. Um paciente que sofra desta condição necessita de grande atenção, pois existe uma insegurança muito grande, ansiedade e depressão que costuma associar-se ao medo de cair ou medo de sair sozinho, gerando um grande impacto na qualidade de vida do paciente.


Alguns cuidados que melhoram a qualidade de vida do paciente que sofre de vertigens



As pessoas que tem esta doença não devem ficar mais de três horas, durante o dia sem ingerir algum tipo de alimento. Deve evitar o uso do açúcar refinado, mascavado ou mel. Use somente adoçantes dietéticos, se necessário. Aumente a ingestão de água, beba de 4 a 6 copos de água por dia. É bom evitar chocolates, chás ou café. É também necessário evitar sumos indústrias, pois os corantes e os conservantes não fazem bem as pessoas que sofrem de vertigens. É aconselhável, tornar os legumes e verduras parte integral da sua alimentação. De evitar bebidas alcoólicas, repouso excessivo e evite travesseiros altos. Caminhe pelo menos trinta minutos por dia. E assim terá uma vida mais saudável. Ver video

Autor: Waldiney Melo