GÓLGOTA

No silêncio do Gólgota, padecia um homem sem pecados, que dedicou sua vida a fazer o bem, que não olho o mundo com seus preconceitos e quebrou todos os paradigmas da humanidade.Em poucas palavras neste sucinto post, quero contar um pouco da historia deste homem, que para os judeus era uma fraude, mais para humanidade trouce o bem mais preciso ‘A salvação’.

Em uma noite fria, em uma estrebaria nascia uma criança, filho de um carpinteiro e de uma mulher simples, fugindo das perseguições e desafiando os preconceitos da sociedade, nasceu em uma manjedoura, aqui começa a historia de homem diferente, que nasceu para mudar o destino de todos nós.
Esse menino foi crescendo em graça e sabedoria, ele não morava em um palácio mais era rei, ele vivia entre as pessoas mais simples de sua época, experimentou os trabalhos árduos, viveu e cresceu com uma pessoa normal, o homem que era rei mais viveu com simplicidade, e dedicou a sua vida a um bem maior.Esse homem não era egoísta, não olhava as pessoas com preconceito, não tinha uma visão humana, ele era diferente de qualquer homem que já havia pisado sobre essa terra . Uns o chamavam de salvador, outros de fraude, esse homem dividia as opiniões, em alguns lugares era bem recebido em outros era rejeitado.Este homem convenceu doze homens normais, a o seguirem em sua trajetória, e os transformou nos maiores discípulos que o mundo já viu.

"Naquela ocasião os chefes dos sacerdotes e os líderes religioso do povo se reuniram no palácio do sumo sacerdote, cujo nome era Caifás,
e juntos planejaram prender Jesus à traição e matá-lo."
(Mateus 26:3,4)
Ele se assentada e andava com a pessoa que o traria e o venderia por 30 moedas de prata, e mesmo sabendo a verdade sobre este homem o chamou de melhor amigo, ele foi descriminado por deixar uma prostituta lavar seus pés, mas por onde ele passava milagre acontecia, cegos enxergavam, paralíticos andavam, pessoas ressuscitavam, ele impactava todos por onde passava, uns o amavam outros o adiavam. Mais quem era realmente esse homem, nascido em uma manjedoura?Era homem que veio para morrer por todos nos, e nos mostrar o verdadeiro significado do AMOR.

Ele poderia ter fugido se defendido, afinal os crimes dos quais era acusado não eram seus, mais a invés disso ele escolheu o silêncio, e como um cordeiro mudo foi levado ao matadouro.Primeiro o envergonharam em placa publica, colocaram uma coroa de espinhos e sua cabeça, lhe deram uma cruz pesada, o fizeram carregá-la por toda cidade ate o gólgota, ali pregaram suas mãos e pés.O colocado em meio a dois criminosos; Mais qual eram mesmo os seus crimes?O homem que nunca havia praticado o pecado, estava pagando a conta de toda a humanidade, sentia o gosto amargo da dor, foi humilhado e desprezados pelo simples fato de amar. Mesmo naquela situação sendo açoitado, cuspido, humilhado, ele ainda conseguiu esboçar amor, perdoou os pecados de um criminoso, não sentiu raiva, rancor, nem amaldiçoou seus carrascos e mesmo sofrendo pediu o pai que os castigasse.

Naquela tarde no gólgota, o silêncio pairou, e uma escuridão se espalhou por todo mundo, o homem simples que nasceu em uma estrebaria, que viveu em Nazaré, dava seus últimos suspiros de vida.Esse homem era Jesus, que desceu de seu trono cheio de gloria pra viver entre a humanidade ele não escolheu uma vida de luxos em um castelo, ele era rei mais não tinha trono, escolheu viver na simplicidade, escolheu uma vida marcada pela renuncia, e sofrimento, amou sem limites seus acusadores, e nos deixou o maior exemplo que a humanidade já viu “O AMOR”.Sei que nossa vida aqui nesta terra e difícil, tantas renuncias, dores, sofrimentos, mais muitas vezes em nossa vida nos esquecemos do exemplo deixado pelo homem de Nazaré “Jesus”, o homem que deixou seu trono de gloria pra morrer por nós, e não se importou em ser humilhado, caluniado, e maltratado, não reclamou ao sentir o gosto amargo da dor, e levou todos os nossos pecado em uma cruz.

Nossa vida e marcada de erros e acertos, não somos perfeitos, mais não vamos deixar que o sacrifício que Jesus fez por todos nós seja em vão, que possamos lutar a cada dia para honrar o seu legado.“Ele deixou a glória, o trono, esvaziou-se, tornou-se homem, servo, foi perseguido, preso, açoitado, cuspido, pregado na cruz. Sendo Deus se fez homem; sendo senhor, se fez servo; sendo santo, se fez pecado; sendo bendito se fez maldição; sendo o autor da vida, deu a sua vida.

Autor: Wanderson Ramos Duarte